Área de Assinantes
Pesquisa:
Assine o jornal centenário Notícias dos Arcos
RSS
Secções
Edição de 23-06-2022

Arquivo: Edição de 23-12-2011

Opinião

Página 4
Paulo Castro Para milhões de pessoas, pelos quatro cantos do mundo, o Natal reveste-se de um significado de cores, melodias e sensibilidades muito especial.

Quentes e Boas
Amândio Peixoto Natal das Crianças

Conto
O político (II)
Maria Paula T Q Barros Pinto (continuação) E o telefone que nunca mais tocava. Dali não sairia. O Rufino garantiu-lhe que tinham falado no nome dele para um lugar de Secretário de Estado no novo Governo e, se assim não fosse, havia de correr Seca e Meca, mas a coisa não ficava assim. Afinal, desde pequeno que andava na política; fora um dos “jotinhas” mais activos, pau para toda a obra, até escutas fez. Quem diz escutas diz muitas coisas mais: traições, “facadinhas”, conluios, práticas duvidosas. Mas, claro, era em nome do partido, de um interesse supremo, nada para si, tudo pelo partido. O “partido” era uma entidade sem rosto, uma coisa abstracta a que todos obedeciam cegamente, sem questionar valores ou ordens. Habituou-se a obedecer sem mais. Quer dizer… não era bem assim; já tinha percebido que o seu ar de “totó” - como lhe chamavam pelas costas e ele bem sabia – os enganava. Totós eram eles, “Ri melhor quem ri por último!”

Crónica
Aeroporto
Paula Castro Freire Cá estou eu outra vez no aeroporto, claro que sempre nas chegadas, e quando estou nas partidas é porque vim trazer alguém. Podia começar por descrever as variadas personagens que se vêm num sítio como este mas não me apetece. Estou muito contente porque chega a minha filha e mais nada me interessa, hoje nem quero saber da felicidade dos outros, aquela que se vê estampada nos rostos que se abraçam e beijam com sorrisos de orelha a orelha. Daqui a pouco estou eu nesse papel, só que eu abraço, beijo, rio e até dou uns saltinhos ridículos.

(C) 2007 Notícias dos Arcos | Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.