Notícias dos Arcos   
Versão normal • Versão acessível  

Edição de 25-11-2021

Seccões

 

Consulte o Arquivo

 

EDITORIAL
.fotoNatal

Marinho Pinto arrasou reforma do Mapa Judiciário e não poupou classe política
.“Pretender desqualificar o Tribunal de Arcos de Valdevez é dar um sinal perigoso de abandono à própria comunidade”
fotoFrases
- “A Justiça é um dos pilares do nosso Estado. Um Estado que nos nega a Justiça nega-nos o mais elementar dos nossos direitos” (Emília Cerqueira)
- “A grande arma do advogado é a palavra” (Marinho Pinto)

“A luta pelo Tribunal de Arcos de Valdevez é um problema de todos nós” (Emília Cerqueira)

Embriagado e a fazer perícias ao volante
.Automobilista “jogou” carro contra dois jovens causando fraturas múltiplas a um deles

Santa Casa da Misericórdia alarga valências da primeira infância
.Abriu a Creche do Parque Empresarial de Padreiro
Creche de Padreiro
Capacidade: 60 crianças
Horário de funcionamento: 7.30 – 19.30 (com possibilidade de reajuste em função das necessidades)
Mensalidade: “Condizente com os rendimentos das famílias” (Sandra Vale)

NATAL
.“Feira Artesanal de Natal de Arcos de Valdevez”

Clube de Rugby de Arcos de Valdevez
.CRAV vence Cascais
Equipa sénior conquistou importante vitória em casa e subiu ao 6.º lugar do Nacional da 1.ª Divisão

I Divisão da A. F. Viana do Castelo
.Correlhã, 1 - Atlético dos Arcos, 2

Campeonato Distrital da II Divisão
.Távora, 1 - Moreira, 0

Campeonato Distrital da II Divisão
.Chafé, 2 - Paçô, 1

Entrevista com o presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima
.Victor Mendes: “O Alto Minho era um produto que vendia no país, mas esse produto foi um pouco diluído por causa da inação da Entidade de Turismo do Porto e Norte de Portugal”
Mário G.L. Barros Pinto/Armando Fernandes de Brito

Victor Mendes, de 51 anos, no início do segundo mandato enquanto edil de Ponte de Lima, não esconde divergências com o Governo por causa do projeto de privatização da empresa Resulima. O autarca, eleito nas listas do CDS-PP, não se conforma com o facto de o Governo, que detém 51% da EGF (Empresa Geral do Fomento), entidade gestora da Resulima (em parceria com seis municípios), pretender privatizar o sistema de recolha de resíduos sólidos, à revelia dos concelhos que compõem a sociedade.
Em rota de colisão, também, com a Entidade de Turismo do Porto e Norte de Portugal, o autarca, engenheiro agrónomo de formação, reclama desta “uma promoção muito mais forte do Alto Minho”, porque só trabalhando em escala e em rede é que a região poderá obter mais rendimento do turismo, a principal fonte de receita do território.
Com um corte orçamental de 5 milhões de euros para 2014, o edil compromete-se, apesar de tudo, a manter a aposta em áreas como apoio social, empreendedorismo e juntas de freguesia, enquanto os investimentos vão ficar à espreita de eventual “financiamento externo”.





Topo

Símbolo de Acessibilidade à Web. [D]
Bobby WorldWide Approved AAA
Símbolo de conformidade nível A, Directivas de Acessibilidade ao conteúdo Web 1.0 do W3C-WAI

© - Powered by Ardina.com, um produto da Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.